CFDs are complex instruments and come with a high risk of losing money rapidly due to leverage. 73% of retail investor accounts lose money when trading CFDs with this provider.
You should consider whether you understand how CFDs work and whether you can afford to take the high risk of losing your money.

CFDs are complex instruments and come with a high risk of losing money rapidly due to leverage. 73% of retail investor accounts lose money when trading CFDs with this provider.
You should consider whether you understand how CFDs work and whether you can afford to take the high risk of losing your money.

Linhas de tendência para iniciantes

Aprofunde-se no uso de linhas de tendência na análise técnica. Aprender a ler e identificar uma linha de tendência legítima pode ser muito útil. A Hantec Markets está aqui para ajudar.

O que é uma linha de tendência?

As tendências são, sem dúvida, o conceito mais importante na análise técnica. Uma tendência pode se formar quando o preço se move em uma direção sustentada por algum tempo. Uma linha de tendência é uma técnica simples de gráficos em que você desenha uma linha para conectar preços para representar uma tendência de preço. Depois, você as usa para mostrar a tendência e identificar possíveis reversões.

Identificar tendências nem sempre é fácil. Uma afirmação comum sobre a análise técnica é que as linhas de tendência podem ser subjetivas. No entanto, em qualquer gráfico, você notará que os preços não tendem a se mover em linha reta em nenhuma direção. Em lugar disso, haverá uma série de máximas e mínimas.

Quando você vê uma série de mínimas e máximas mais acentuadas e elas podem ser vinculadas, você pode procurar desenhar uma tendência de alta. Como alternativa, onde você vê uma série de máximas e mínimas mais baixas, pode ser possível desenhar uma tendência de baixa.

Figura 1: O processo de construir uma tendência de alta

A Figura 1 mostra um gráfico de linha de movimento de preço. À medida que a linha se move através de uma série de mínimas e máximas mais altas, é possível vincular as mínimas a uma linha reta para formar uma TENDÊNCIA DE ALTA. Para que permaneça uma tendência de alta, cada baixa sucessiva não pode ficar abaixo do ponto mais baixo anterior. Caso contrário, a tendência é considerada uma reversão potencial da tendência.

Figura 2: O processo de construir uma tendência de baixa