CFDs are complex instruments and come with a high risk of losing money rapidly due to leverage. 68% of retail investor accounts lose money when trading CFDs with this provider.
You should consider whether you understand how CFDs work and whether you can afford to take the high risk of losing your money.

CFDs are complex instruments and come with a high risk of losing money rapidly due to leverage. 68% of retail investor accounts lose money when trading CFDs with this provider.
You should consider whether you understand how CFDs work and whether you can afford to take the high risk of losing your money.

O que é trading de CFDs?

Entenda os Contratos por Diferença (CFDs), uma forma popular de negociação de derivativos que permite especular sobre o aumento ou queda de preços de mercados e instrumentos de rápido movimento.

Contratos por Diferença ou CFDs

Aqui vamos dar uma olhada nos Contratos por Diferença (CFD); sua história, o que são e o que o trading de CFDs implica, observando as vantagens para cada trader ou investidor.

Para o trader de varejo ou participante individual do mercado, o mundo do trading e dos investimentos se expandiu no século 21 para oferecer oportunidades inimagináveis no final do século 20 Esses avanços foram auxiliados por melhorias tecnológicas, abertura dos mercados financeiros e melhor educação da população de trading e investimentos, bem como o desenvolvimento de mercados em CFDs.

Vantagens do trading de CFDs

Essas são as principais vantagens de negociar usando CFDs:

  1. A capacidade de ter exposição curta e longa
  2. A capacidade de negociar com alavancagem, na margem
  3. A capacidade de fazer hedge

O que são CFDs e o que é trading de CFD?

Um Contrato por Diferença (CFD, para abreviar), é um produto derivativo. Isso significa que os CFDs são derivados dos principais ativos do mercado financeiro. Esses ativos podem ser moedas, ações individuais, índices de ações, commodities ou títulos. Um CFD permite ao investidor ou trader especular sobre o preço desses ativos, mas sem realmente possuir o ativo subjacente.

CFDs: Um breve histórico

Os CFDs foram criados na década de 1970 em Londres e foram originalmente projetados para investidores institucionais. Eles pretendiam permitir que investimentos e fundos de hedge alavancassem sua exposição no mercado (vamos discutir a alavancagem abaixo) e também para fazer hedge em suas posições (o hedge também será abordado posteriormente).

No final dos anos 90, porém, os CFDs começaram a ser usados por corretores de varejo para permitir que traders e investidores individuais negociassem e investissem em diversos tipos de ativos. Isso permitiu que as pessoas negociassem numerosos mercados e ativos e vendessem esses ativos (“go short”), enquanto antes era realmente viável comprar e possuir ativos (“go long”).

Além disso, os corretores de varejo ofereceram trading com margem a investidores de varejo, permitindo que capital e fundos fossem alavancados.

1. Exposição Short e Long

A maneira mais fácil de compreender a ideia de margem e alavancagem é com um exemplo. Vamos analisar o preço do Ouro e ver como a alavancagem funciona ao negociar ou investir em CFDs. Se você pensou que o preço do ouro iria aumentar, você poderia comprar ouro físico ou comprar o CFD do ouro (dessa forma, você NÃO possuiria nenhum ouro).