CFDs are complex instruments and come with a high risk of losing money rapidly due to leverage. 69.39% of retail investor accounts lose money when trading CFDs with this provider.

You should consider whether you understand how CFDs work and whether you can afford to take the high risk of losing your money.

CFDs are complex instruments and come with a high risk of losing money rapidly due to leverage. 69.39% of retail investor accounts lose money when trading CFDs with this provider.

You should consider whether you understand how CFDs work and whether you can afford to take the high risk of losing your money.

O que é trading de CFDs??

Entenda os Contratos por Diferença (CFDs), uma forma popular de negociação de derivativos que permite especular sobre o aumento ou queda de preços de mercados e instrumentos de rápido movimento.
Índice
    Add a header to begin generating the table of contents

    O que são os Contratos por Diferença (CFDs)?

    CFDs, ou contratos por diferença, são um tipo de derivativo financeiro que permite aos traders especular sobre os movimentos de preços de vários instrumentos sem precisar possuir o ativo subjacente. Eles podem ser ações, commodities, moedas e índices, entre outros.

    Os CFDs são populares entre os traders porque oferecem alta alavancagem. Isso significa que é possível ter grandes retornos sobre um pequeno investimento. No entanto, é importante lembrar que a alavancagem também aumenta o risco de perda, por isso entender os riscos envolvidos antes de iniciar o trading de CFDs é fundamental.

    Dice with acronym CFD - Contracts For Difference on wooden background

    História dos provedores de CFD

    Os CFDs, ou Contratos por Diferença, surgiram no início da década de 1990 através da empresa de serviços financeiros IG Group de Londres, como forma de os traders especularem sobre os movimentos de preços de vários instrumentos financeiros sem possuírem os ativos subjacentes. Eles eram usados inicialmente por traders e investidores institucionais. No início dos anos 2000, os CFDs ficaram mais disponíveis para os traders de varejo à medida que as corretoras online começaram a oferecer plataformas de trading de CFDs. Esse aumento da acessibilidade levou a uma maior popularidade entre os traders de varejo. Nos últimos anos, o uso de CFDs cresceu mundialmente e hoje muitos países têm mercados regulamentados para negociá-los. Mesmo havendo controvérsias, os CFDs continuam sendo amplamente usados pelos traders como uma forma de trading de derivativos para obter exposição ao mercado.

    Vantagens do trading de CFDs

    1. Alavancagem: A alavancagem em Contratos por Diferença (CFDs) permite que os traders controlem grandes posições com uma quantidade relativamente pequena de capital. Isso acontece pegando dinheiro emprestado da corretora para aumentar o tamanho da negociação.

    Por exemplo: imagine que um trader deseja negociar $100.000 no par de moedas EUR/USD usando uma alavancagem de 1:100. Só seria necessário que ele tenha $1.000 de margem em sua conta para abrir a negociação. Isso significa que por cada $1 em sua conta, ele pode controlar $100 no mercado.

    Se usarmos uma commodity como outro exemplo, supondo que o preço atual de mercado do petróleo bruto seja de $60 por barril, o trader precisaria ter apenas $3.000 de margem em sua conta para abrir uma negociação de 1.000 barris de petróleo bruto, usando uma alavancagem de 1:20. Isso significa que para cada $1 na conta, ele pode controlar $20 em petróleo bruto no mercado.

    É importante observar que a alavancagem aumenta tanto os lucros quanto as perdas. Dessa forma, se a negociação for favorável para o trader, ele pode obter um grande lucro com um pequeno investimento. Mas se a negociação for contra ele, o resultado por ser uma grande perda.

    2. Short selling (venda a descoberto): Os CFDs permitem que os traders vendam a descoberto, o que significa que eles podem ganhar com uma desaceleração do mercado. Se acreditar que uma ação está supervalorizada e com chances de diminuir de valor, ele pode vender essa ação a descoberto e lucrar quando o preço dela cai.

    3. Grande variedade de mercados: Os CFDs permitem que os traders acessem uma grande diversidade de mercados, incluindo ações, índices, commodities e moedas. Com isso, eles podem diversificar suas carteiras e aproveitar as diferentes condições de mercado. Por exemplo, um trader pode investir em um CFD de índice de ações e, ao mesmo tempo, negociar CFDs de ouro.

    4. Custo baixo: Normalmente, os CFDs têm custos mais baixos em comparação com os métodos de trading tradicionais, como a compra e venda de ações. Em breve abordaremos esse tipo de custos em CFDs.

    5. Flexibilidade: Fornecem flexibilidade para os traders, em termos de tamanho e execução da negociação. Por exemplo, eles podem entrar ou sair de uma negociação a qualquer momento e negociar o quanto desejarem, seja muito ou pouco.

    6. Não há titularidade: Os CFDs não exigem que o trader possua o ativo subjacente, assim ele não precisa se preocupar com nenhuma das responsabilidades adicionais relacionadas a possuir um ativo. Não é necessário, por exemplo, pagar taxas de armazenamento ou qualquer outra associada a possuir um ativo.

    Trading de CFDs de venda (short) e compra (long)

    1. Uma ordem long (de compra) serve para comprar uma moeda específica ao preço de mercado atual. Se um trader acreditar que o dólar dos EUA se fortalecerá em relação ao euro, ele pode colocar uma ordem de compra no CFD de dólar dos EUA/euro. Se o preço de mercado do CFD do dólar dos EUA/euro subir, ele vai lucrar.

    2. Uma ordem short (de venda) serve para vender uma moeda específica ao preço de mercado atual. Por exemplo, se o trader achar que o iene japonês vai enfraquecer em relação ao dólar australiano, ele pode colocar uma ordem de venda no CFD do iene japonês/dólar australiano. Se o preço de mercado do CFD do iene japonês/dólar australiano cair, ele vai lucrar.

    cfd trading examples - going short, going long

    Ordens pendentes

    Uma ordem pendente é colocada com uma corretora para comprar ou vender um instrumento financeiro a um preço específico no futuro. Essas ordens são usadas pelos traders para entrar ou sair de negociações quando o mercado alcança um determinado nível, em vez do preço de mercado atual.

    No trading de CFDs, há vários tipos de ordens pendentes que podem ser usadas, entre elas:

    1. Buy Limit: Uma ordem para comprar um instrumento financeiro a um preço mais baixo que o preço de mercado atual.
    2. Sell Limit: Uma ordem para vender um instrumento financeiro a um preço mais alto que o preço de mercado atual.
    3. Buy Stop: Uma ordem para comprar um instrumento financeiro a um preço mais alto que o preço de mercado atual.
    4. Sell Stop: Uma ordem para vender um instrumento financeiro a um preço mais baixo que o preço de mercado atual.

    As ordens pendentes podem ser úteis para os traders, já que elas permitem que eles entrem ou saiam automaticamente de uma negociação quando certas condições são atendidas, em vez de ficar constantemente monitorando o mercado e colocando ordens manualmente.

    Quais são os custos do trading de CFDs?

    O trading de CFDs pode incluir várias taxas e cobranças em seus custos, dependendo da corretora e da negociação específica. Veja alguns exemplos de custos comuns associados ao trading de CFDs:

    1. Spread: É a diferença entre o preço de compra (bid) e o preço de venda (ask) de um CFD. Se o preço de compra de um CFD for $50 e o preço de venda for $51, o spread será de $1. Ele pode variar dependendo do ativo que está sendo negociado e da corretora.

    2. Taxas financeiras overnight (swap): É um processo pelo qual os fundos são trocados entre dois compradores ou vendedores para satisfazer suas obrigações contratuais no curto prazo. Nesse sistema, uma parte transfere uma certa quantia de dinheiro para outra parte em troca de um retorno pré-definido sobre o empréstimo. Normalmente, esse retorno é baseado em uma taxa de juros fixa, que geralmente é determinada pelo banco central do país onde a transação ocorre. O swap pode cobrir custos overnight, como pagamentos de taxas de juros ou custos de câmbio de moedas.

    Se uma negociação de CFDs for realizada durante a noite, pode haver uma taxa financeira. Se um trader comprar, por exemplo, um CFD sobre uma ação com uma alavancagem de 1:100 e o mantiver overnight, pode ser cobrada uma taxa financeira de 0,1% do valor da negociação.

    3. Comissão de trading: Algumas corretoras cobram uma comissão por cada negociação, seja ela de compra ou venda. Por exemplo, pode ser feita uma cobrança de $5 por cada negociação de CFD.

    4. Taxa de inatividade: Algumas corretoras podem cobrar uma tarifa de inatividade caso o trader não realize nenhuma negociação por um determinado período de tempo. Por exemplo, pode ser cobrada uma taxa de $10 por mês se um trader não fizer nenhuma negociação em 6 meses.

    Quais ativos podem ser negociados com CFDs?

    Ações: Os CFDs de ações individuais podem ser usados para especular sobre as variações de preços de empresas específicas, como Apple, Amazon ou Facebook.

    Commodities: CFDs de commodities como ouro, prata, petróleo e gás natural podem ser usados para especular sobre as variações de preços dessas matérias-primas.

    Índices: CFDs de índices, como o S&P 500, NASDAQ, ou FTSE 100, podem ser usados para especular sobre o desempenho de um conjunto de ações.

    Forex: Os CFDs de moedas, como o dólar americano, o euro ou a libra esterlina, podem ser usados para especular sobre a força relativa de diferentes moedas.

    Criptomoedas: Algumas corretoras também oferecem CFDs de criptomoedas como Bitcoin e Ethereum, o que permite que os traders possam especular sobre as variações de preço desses ativos digitais.

    Horários de trading para CFDs

    O horário de trading de CFDs varia dependendo do ativo subjacente que está sendo negociado. Veja abaixo o detalhamento para os mercados de CFD mais populares:

    CFDs de ações: A negociação de CFDs de ações normalmente acontece ao mesmo tempo que na bolsa de valores subjacente. NYSE e NASDAQ, por exemplo, funcionam das 13h30 às 21h GMT, portanto, os CFDs de ações baseados nessas bolsas também serão negociados nesse mesmo período.

    CFDs de moedas: Os CFDs de moedas podem ser negociados 24 horas por dia, cinco dias por semana, já que o mercado de Forex está aberto sem interrupção de domingo às 22h GMT a sexta-feira às 21h GMT.

    CFDs de commodities: Os CFDs de commodities também têm períodos de trading estendidos, já que os mercados de commodities estão abertos para negociações quase 24 horas por dia. Por exemplo, o horário de trading eletrônico de petróleo bruto na bolsa CME Globex é das 23h às 22h15 GMT.

    CFDs de índices: Os CFDs de índices são baseados no desempenho de um índice do mercado de ações e têm horários de trading semelhantes aos CFDs de ações. Exemplo: o índice S&P 500, que é baseado na NYSE, está aberto para negociações das 14h30 às 21h GMT.

    forex trading hours

    Como é feito o trading de CFDs?

    1. Escolha uma corretora de CFDs: Você precisará encontrar uma corretora de boa reputação, como a Hantec Markets, que ofereça trading de CFDs. Escolha uma empresa que seja regulamentada por uma autoridade financeira respeitável e que ofereça uma plataforma de trading fácil de usar.
    2. Abra uma conta de trading de CFDs: O próximo passo depois de decidir a corretora é abrir uma conta e passar pelo processo de verificação deles. Você poderá ter que fornecer dados pessoais e comprovante de identidade.
    3. Deposite fundos em sua conta: Para começar a negociar, você precisará depositar fundos em sua conta. A maioria das corretoras aceita uma variedade de métodos para depósito de fundos, como cartões de crédito/débito e transferência bancária.
    4. Escolha um ativo subjacente: Você precisará escolher um ativo subjacente para negociar. Ele pode ser uma ação, commodity, moeda ou índice.
    5. Coloque uma ordem usando a plataforma de trading de CFDs: Depois de escolher um ativo subjacente, você pode colocar uma ordem de compra ou venda. Se você acha que o preço de uma ação vai subir, coloque uma ordem de “compra”. Se você acha que o preço de uma ação vai cair, coloque uma ordem de “venda”.
    6. Monitore sua negociação: Será necessário acompanhar sua negociação e fazer os ajustes necessários. Por exemplo: se o preço do ativo subjacente se mover a seu favor, você deve fechar sua posição para garantir seus lucros. Se o preço se mover contra você, você deve fechar sua posição para limitar as suas perdas.

    Exemplos de negociações com CFDs

    Negociações lucrativas

    1. Negociação de compra: Se um trader de CFDs achar que o valor do dólar americano aumentará em relação ao euro, ele abre uma negociação de CFDs comprando 10.000 USD/EUR a um preço de 1,20. Se o preço do USD/EUR aumentar para 1,25, ele terá um lucro de 500 (1,25 – 1,20) x 10.000 = 500 USD.
    2. Negociação de venda: Se um trader de CFDs achar que o preço do ouro vai cair, ele abre uma negociação de CFDs vendendo 100 onças troy de ouro a um preço de $1.800 por onça. Se o preço do ouro cair para $1.700 por onça, ele terá um lucro de $10.000 (1.800 – 1.700) x 100 = 10.000 USD.
    3. Trading com margem: Se um trader acredita que o preço do petróleo vai subir, ele abre uma negociação de CFDs com margem comprando 1.000 barris de petróleo a um preço de $50 por barril, com um requisito de margem de 10%. Se o preço do petróleo aumentar para $60 por barril, ele terá um lucro de 10.000 ($60 – $50) x 1.000 = $10.000 USD.

    Negociações com perda

    Negociação de venda a descoberto: Se um trader de CFD achar que o preço do ouro vai cair, ele abre uma negociação de CFDs a descoberto vendendo 100 onças troy de ouro a um preço de $1.800 por onça. Se o preço do ouro subisse para $1.900 por onça, ele teria uma perda de $10.000 (1.900 – 1.800) x 100 = 10.000 USD.

    Escolhendo uma corretora de CFDs

    Escolher uma corretora de CFDs (Contratos por Diferença) pode ser difícil para os traders, pois há vários fatores a serem considerados antes de tomar uma decisão. Veja alguns deles:

    1. Na hora de escolher uma corretora de CFDs, é fundamental procurar uma empresa respeitável e regulamentada. Isso garante que ela seja licenciada e supervisionada por uma agência reguladora do governo, como a FCA (Autoridade de Conduta Financeira) no Reino Unido, a FSC (Comissão de Serviços Financeiros) na República de Maurício ou a ASIC (Comissão Australiana de Valores Mobiliários e Investimentos) na Austrália, etc. Esses órgãos se certificam de que a corretora siga regras e diretrizes rígidas para proteger os fundos dos traders e garantir práticas de trading justas.
    2. A plataforma de trading oferecida é outro grande fator a levar em consideração. Ela deve ser fácil de entender e ter uma grande variedade de ferramentas e recursos para ajudar os traders a tomarem decisões informadas. Isso pode incluir ferramentas de análise técnica, dados de mercado em tempo real e recursos de gráficos.
    3. Também é fundamental considerar as taxas e spreads. As corretoras de CFDs normalmente cobram um spread, que é a diferença entre o preço de compra (bid) e venda (ask) de um ativo. Quanto menor o spread, melhor para o trader. Algumas empresas também cobram valores adicionais por determinados serviços, como a taxa overnight ou de inatividade. É importante revisar cuidadosamente a tabela de tarifas da corretora para garantir que seja razoável e esteja de acordo com os padrões do setor.
    4. A disponibilidade de suporte ao cliente também deve ser avaliada, pois uma boa corretora de CFDs deve oferecer atendimento ao cliente rápido e eficiente. Procure uma que disponibilize vários canais de comunicação, como e-mail, telefone e chat ao vivo.

    Plataformas de trading de CFDs

    A Hantec Markets oferece uma grande variedade de ferramentas de trading para as plataformas MT4 e MT5, com todos os gráficos necessários. Com a capacidade de negociar CFDs de ações, índices e vários instrumentos financeiros, a Hantec Markets faz com que gerenciar suas negociações seja fácil. O software atualizado na MetaTrader permite uma análise ainda mais eficiente das operações. Além disso, o app de trading da Hantec Markets está disponível para usuários de dispositivos móveis, permitindo que você acesse mercados e informações sobre taxas de câmbio ao vivo de qualquer lugar.

    MT4_PC_specs

    Estratégias de trading variadas

    A abordagem usada para entrar e sair de negociações nos mercados financeiros é chamada de “estratégia de trading”. Existem várias metodologias que os traders podem usar, e cada uma traz suas vantagens e desvantagens. Algumas das mais comuns são:

     

    Day Trading: Método no qual um trader abre e fecha negociações no mesmo dia. Os day traders geralmente usam ferramentas de análise técnica e gráficos para identificar movimentos de preços de curto prazo e aproveitá-los. A vantagem do day trading é que ele permite aproveitar os movimentos de preços de curto prazo. Por outro lado, ele traz muito risco e requer um grande investimento de tempo e atenção.

     

    Position Trading: É uma abordagem de longo prazo na qual um trader mantém uma posição por várias semanas ou até meses. Normalmente, os position traders fazem uso de análises fundamentais e indicadores técnicos para identificar tendências e tirar proveito delas. O position trading é menos arriscado do que o day trading, mas também exige muito mais tempo e uma maior capacidade de tolerar as flutuações do mercado.

     

    Swing Trading: É uma metodologia que procura capturar movimentos de preço de médio prazo, normalmente mantendo posições durante alguns dias a algumas semanas. Os swing traders usam ferramentas de análise técnica e de gráficos para identificar padrões e tendências de preços e entrar e sair de negociações. O swing trading é o equilíbrio entre o day trading e o position trading, com um nível de risco e um horizonte de tempo moderados.

     

    Scalping: É uma estratégia de trading de alta frequência que visa lucrar com pequenos movimentos de preços. Os scalpers entram e saem de negociações rapidamente, mantendo as posições geralmente por apenas alguns segundos ou minutos. O scalping requer muita habilidade, concentração e disciplina, bem como execução rápida e baixa latência.

     

    Leia o nosso post 5 melhores estratégias de trading para conhecer mais estratégias de negociação.

    Quais são os riscos associados aos CFDs?

    Como qualquer forma de trading, existem certos riscos associados ao uso de CFDs. Eles incluem:

    Risco de alavancagem: Os CFDs são frequentemente negociados com margem, o que significa que os traders podem controlar grandes posições com uma quantidade relativamente pequena de capital. Isso pode aumentar os lucros potenciais, mas também aumenta o potencial de perdas.

    Risco de mercado: Os CFDs estão sujeitos às mesmas condições de mercado que os ativos subjacentes e os preços podem oscilar rapidamente em resposta a notícias e acontecimentos. Isto significa que os traders podem sofrer perdas significativas muito rápido se não souberem reagir com agilidade suficiente às mudanças nas condições do mercado.

    Risco de liquidez: Os CFDs não são negociados em uma bolsa central e a liquidez de um determinado mercado pode variar dependendo do horário do dia e de outros fatores. Dessa forma, pode ser difícil entrar ou sair de uma negociação ao preço desejado, o que pode levar a perdas.

    Risco de contraparte: Os CFDs são normalmente negociados através de intermediários, como corretoras. Os traders podem correr o risco de perder seus investimentos se a corretora se tornar insolvente ou incapaz de cumprir suas obrigações.

    Risco regulamentar: Os CFDs não são regulamentados em muitos países e, portanto, existe o risco de fraude ou golpe.

    Risco de o stop loss não funcionar: As ordens stop loss são usadas para limitar perdas potenciais, mas em mercados que se movem rápido, o preço ao qual uma ordem stop loss é acionada pode ser significativamente diferente do preço pretendido, levando a perdas maiores do que o esperado.

    Ferramentas de gerenciamento de riscos em CFDs

    Stop loss

    É uma ferramenta de gerenciamento de riscos usada no trading de CFDs para limitar perdas potenciais. Ao negociar CFDs de moedas e commodities, uma ordem stop loss é colocada para fechar uma negociação automaticamente assim que o mercado atingir um nível de preço que é determinado como uma perda significativa para o trader. Isso ajuda a limitar suas perdas e proteger seu capital de trading.

    stop-loss

    Por exemplo, digamos que um trader compre um CFD de moeda a um preço de 1,2000 com um stop loss definido em 1,1900. Se o mercado se mover contra ele e a moeda atingir um preço de 1,1900, a ordem stop-loss fechará automaticamente a negociação, limitando a perda potencial a 100 pips.

    Proteção contra saldo negativo e encerramento da margem

    Proteção contra saldo negativo é um recurso de gerenciamento de riscos que garante que o saldo da conta não possa ficar abaixo de zero. Isso significa que, mesmo que o valor das posições em aberto do trader caia abaixo de zero, ele não será responsável por quaisquer perdas adicionais.

    Encerramento da margem: este é um recurso que fecha automaticamente as posições abertas quando o nível de margem cair abaixo de um determinado limite. Dessa forma, o trader fica protegido contra novas perdas e está limitando o potencial de um saldo negativo.

    Vamos imaginar uma negociação de moedas usando uma plataforma de CFDs (Contratos por Diferença). O trader tem um saldo de conta de $10.000 e está negociando uma posição de CFD no valor de $100.000. O requisito de margem para esta posição é de 5%, o que significa que ele precisa manter um nível de margem de pelo menos 5% na sua conta.

    Se o valor da moeda cair significativamente, o saldo da conta também pode cair, deixando potencialmente um saldo negativo. Porém, com a proteção contra saldo negativo, o saldo da conta estará protegido e não ficará abaixo de zero.

    Além disso, se o nível de margem cair abaixo do limite exigido, a plataforma fechará automaticamente as posições abertas do trader para protegê-lo contra novas perdas.

    Cobertura (Hedging)

    É uma estratégia de gestão de riscos para reduzir potenciais perdas nos mercados financeiros. Uma forma popular disso é através da utilização de Contratos por Diferença (CFDs) em moedas e commodities.

    A flutuação das moedas quando se negocia no mercado de câmbio estrangeiro, pode representar um risco significativo. Se um investidor mantém uma grande posição em uma divisa estrangeira e o valor dela cai repentinamente, ele pode ter perdas enormes. Ao usar CFDs, um investidor pode proteger a sua posição e compensar quaisquer prejuízos potenciais.

    Da mesma forma, ao negociar em mercados de commodities, as flutuações de preço também podem apresentar riscos significativos. Se um investidor mantém uma grande posição em uma commodity e o preço dela cai repentinamente, ele pode ter perdas significativas. Ao usar CFDs, um investidor pode proteger a sua posição e compensar quaisquer perdas potenciais.

    Em conclusão, a cobertura com CFDs sobre moedas e commodities pode ser uma estratégia eficaz de gestão de riscos para os investidores que procuram reduzir potenciais perdas nestes mercados. Vale lembrar que isso não garante lucro e que é importante consultar um consultor financeiro antes de tomar qualquer decisão.

    Crie uma conta de trading

    Para começar a negociar CFDs na Hantec Markets, é preciso abrir uma conta. Você pode optar por abrir uma conta real, que lhe permite depositar fundos e negociar nos mercados financeiros, ou uma conta demo para praticar o trading de CFDs utilizando dinheiro virtual. Clique no link para abrir sua conta de trading – https://hmarkets.com/pt-pt/live-account-pre-registration/

    Pronto para começar a negociar?
    Artigos relacionados
    Line-website.png